Cravo-da-Índia

Origem: Ilhas Molucas – Indonésia

O Cravo-da-Índia é da mesma família botânica da pitanga, da jabuticaba e da goiaba. A parte que consumimos são os botões florais de uma pequena árvore perene e tropical, nativa das Ilhas Molucas (também conhecida como “Ilhas das especiarias”) na Indonésia, onde é considerado sagrado.

Na cozinha: O cravo é uma especiaria de sabor “quente” e bem característico, forte e levemente amargo. É um sucesso em pratos salgados, doces e agridoces e pode ser usado em conservas e em xaropes culinários à base de açúcar.

Combina com: canela, louro, sementes de coentro, funcho, erva doce, gengibre, e noz-moscada.

Para temperar: Sobremesas e bebidas quentes, maçã, pêra, chocolate, chutneys, carnes em especial de porco, abóboras, batata doce.

Embalagem: 8g, 40g
Ingredientes: Cravo-da-Índia

Não contém glúten

Dica Kitano:

  • Retire do prato antes de servir para evitar que alguém mastigue o cravo.