O que acontece na maior fábrica de ervas e especiarias do país?

Em poucas etapas nascem os amarelinhos da Kitano.

No segundo episódio da jornada de aprendizado do Rodrigo, o estagiário Kitano, vemos o que acontece com as ervas e especiarias depois de serem colhidas da horta: o processo milenar de desidratação.

Desidratação, ou secagem, é uma etapa muito importante para que se mantenham os sabores, aromas e principalmente as propriedades naturais das ervas e especiarias. Trata-se, essencialmente, de retirar a água desses ingredientes para que possam viver por mais tempo, sem a necessidade de incluir conservantes, por exemplo.

Você sabia que a páprica doce vem do pimentão? O pimentão, por exemplo, por ser um fruto com muita água, precisa ser submetido ao processo de secagem a altas temperaturas para desidratar. Depois de ter toda sua água vaporizada, ele então passa por um processo de flocagem, onde é moído para se tornar a páprica doce como conhecemos.

A técnica de desidratação adotada pela Kitano, a maior fábrica de ervas e especiarias do Brasil, é uma das mais antigas para a conservação dos alimentos, sendo muito utilizada por ser uma forma mais natural e mais simples de conservação. Uma vez que essa etapa é concluída, as ervas e especiarias serão limpas e embaladas, sem adição de conservantes ou estabilizantes, garantindo produtos 100% naturais que partem do interior de Minas Gerais para a mesa dos consumidores de todo o país.